Uncategorized

Bolsa Família – Onde fazer o Cadastro do Bolsa Família

Publicado em

O Programa Bolsa Família 2022 é um benefício que visa ajudar as famílias de baixa renda. Ele é pago através da transferência direta, por meio de um cartão que é fornecido ao beneficiário. Por isso é importante estar atento a quem tem direito ao benefício atualmente.

Por isso essa página será dedicada a explicar coisas simples sobre o benefício neste ano. Então navegue por todos os nossos conteúdos e veja informações importantes sobre esse benefício que ajuda muitas pessoas em nosso país.

Também aproveite a oportunidade para compartilhar essas informações com seus amigos e familiares. Afinal, assim, mais pessoas podem saber sobre os benefícios e ter conhecimento dos seus direitos.

Quem tem direito ao Bolsa Família em 2022?

As famílias quem têm direito ao Bolsa Família em 2022 são aquelas que estão em situação de pobreza ou extrema pobreza. Ou seja, são aquelas famílias que passam por dificuldade financeira.

Por isso é um erro dizer que o benefício é para ‘vagabundos”. Muito pelo contrário, o benefício é para auxiliar àquelas famílias que estão lutando para sobreviver, mas que, apesar da luta, não conseguem suprir suas necessidades básicas e necessitam desse auxílio governamental para conseguir se sustentar.

Tem isso em vista, veja abaixo quais famílias podem receber o benefício:

  • Famílias em situação de extrema pobreza: são famílias com renda per capita de R$0,00 a R$ 89,00. Nesse caso todas recebem, mesmo se for homem. Não é necessário possuir menor de idade ou gestante no domicílio.
  • Famílias em situação de pobreza: são famílias com renda per capita de R$ 89,01 a R$ 178,00. Nesse caso uma família somente receberá se possuir gestante ou menor de idade na casa.

Por isso deve-se estar muito atento a esses critérios do Bolsa Família 2022. Afinal somente as famílias que se enquadrarem dentro dos critérios acima poderão receber o benefício do Governo Federal.

Estando dentro dos critérios do Calendário Bolsa Família 2022, descritos no tópico mais acima, é hora de fazer o cadastro. Aqui existem várias informações que são importantes para a inscrição. Por isso esse tópico será dividido em três partes: onde fazer, como fazer e documentos necessários.

Acredito que, assim, ficará de mais fácil entendimento. Vamos, então, aos três tópicos:

Onde fazer o Cadastro do Bolsa Família 2022?

Para ter acesso a benefício a família precisa fazer o Cadastro Único do Governo Federal.

Esse cadastro é de responsabilidade da prefeitura, logo é ela que decide onde será feito o mesmo. Sendo assim, o local pode variar de acordo com os critérios municipais.

Mas, normalmente, o cadastro é feito nos seguintes locais:

  • CRAS – Centro de Referência de Assistência Social
  • CREAS – Centro de Referência Especializado de Assistência Social
  • Secretaria Municipal de Assistência Social (pode mudar o nome de acordo com o município)
  • Gestão Municipal do Cadastro Único (alguns municípios possuem sede própria do programa)
  • Câmara itinerante (viagens da Câmara Municipal para atender melhor os cidadãos que moram mais afastados da região central do município)

É impossível dizer ao certo qual o órgão responsável em todas as cidades do país. Porque cada município cria suas próprias regras de atendimento.

Mas é certo dizer que em todos os municípios há (ou deveria haver) pessoas responsáveis pelo cadastro.

Como fazer o Cadastro do Bolsa Família 2022?

Já dissemos onde fazer o cadastro no benefício mais acima. Agora, então, vamos falar um pouco sobre como fazer o cadastro em si.

Para fazer o cadastro deve procurar a gestão municipal e se informar sobre como proceder em seu município porque cada município atua de uma maneira diferente. Mas, normalmente, o procedimento adotado é o abaixo:

  • Reúna a documentação de todos que moram na casa
  • Procure o local de atendimento mais próximo na data e horário propício
  • Responda às perguntas do Cadastro Único sobre a casa e sobre os integrantes da família
  • Assine o cadastro e receba o comprovante de cadastramento

Em alguns municípios é necessário fazer o agendamento antes de fazer a inscrição. Por isso é importante buscar informações sobre como é o funcionamento do programa em seu município.

As perguntas do Cadastro Único são sobre informações como: características do domicílio, despesas familiares, identificação dos integrantes familiares, escolaridade e renda de cada uma das pessoas. Então é importante que a pessoa que for fazer o cadastro tenha real conhecimento da família.

Além disso, para fazer o cadastro é necessário que a pessoa que se autodeclara Responsável Familiar tenha, no mínimo, 16 anos. Ou seja, a pessoa que for fazer o cadastro deve ter idade para votar.

Quais os Documentos necessários?

Os documentos obrigatórios são: CPF ou Título de Eleitor do Responsável Familiar e um outro documento oficial de cada um dos outros moradores da casa. Famílias indígenas podem usar como identificação o Registro Administrativo de Nascimento de Indígena – RANI.

Porém a gestão municipal pode solicitar outros documentos. Os documentos que comumente são solicitados são:

  • CPF
  • Título de Eleitor
  • Carteira de Identidade
  • Carteira de Trabalho
  • RANI
  • Comprovante de Residência
  • Certidão de Nascimento
  • Certidão de Casamento
  • Contracheque ou Holerite
  • Declaração Escolar
  • Extrato do INSS no caso de aposentados e pensionistas
  • Entre outros

Provavelmente a gestão municipal não irá pedir obrigatoriedade de todos eles. Mas é importante tê-los em mãos se solicitados na hora do cadastramento.

Quanto tempo demora para receber?

Não existe prazo mínimo para o recebimento do benefício. Mas, normalmente, demora em torno de três meses para se ter uma resposta a respeito dessa informação.

É possível ver se seu nome está na lista de pagamentos todos os meses.  Há várias formas de se fazer isso, dentre elas destacam-se duas: Gestão Municipal e Consulta Pública do Bolsa Família online.

As duas possuem vantagens e desvantagens, veja abaixo elas:

  • Gestão Municipal: verá se o nome de um beneficiário está na lista de pagamento e dará maiores informações sobre o cadastro e sobre outros possíveis benefícios aos quais a família teria direito. Porém é preciso ir até o local ou ligar e enfrentar filas.
  • Consulta Pública do Bolsa Família: pode ser feita no conforto de casa, pela internet. Porém não há nenhuma explicação e a pessoa deverá procurar a Gestão Municipal se possuir dúvidas.

O ideal é que busque informações na hora de fazer o cadastramento no seu município. Por isso não deixe de pegar o número de telefone deles para tirar todas as suas dúvidas acerca do seu cadastro.

Calendário do Bolsa Família 2022

A Caixa Econômica Federal é a responsável por fazer o pagamento do benefício. Por isso todo ano a organização divulga uma tabela com a data de pagamento dos benefícios baseando-se no final do NIS dos beneficiários do programa.

Abaixo poderá ver o Calendário Bolsa Família 2022:

Espero que com essas informações tenha esclarecido suas dúvidas sobre o programa. Caso ainda possua dúvidas, nos deixe um comentário mais abaixo sobre o Programa Bolsa Família 2022 que responderemos o mais rápido possível.

Uncategorized

Sou obrigado a pagar o DPVAT? Entenda

Publicado em

Dos compromissos para pagamentos anuais de um proprietário de veículos no Brasil há o incluso. A taxa anual é uma das mais importantes e não é opcional ou o veículo será considerado ilegal. Entenda mais sobre o seguro e como ele funciona a seguir.

Veja também sobre o DPVAT 2022 SP.

O que seria o DPVAT?

Você já deve ter cruzado por aí com anúncios de advogados informando que podem procurá-lo depois de sofrer um acidente de trânsito. Eles estão oferecendo seus serviços para conseguir o DPVAT, sigla para Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre.

Conhecido também como seguro obrigatório, é pago todos os anos pelos proprietários de veículos quer estes estejam em circulação ou não. O bem móvel pode ser utilizado tanto para transporte de passageiros de forma remunerada ou particular, mas sempre deve pagar.

O termo “seguro obrigatório” é usado com o DPVAT porque ele não pode deixar de ser pago. Todo proprietário de carro ou moto pode fazer um seguro opcional diretamente pela seguradora. Paga em parcelas ou o valor total e terá um seguro contra perdas e danos de um a dois anos. Contratos mais longos não são fechados pela seguradora.

O seguro opcional adquirido com seguradoras cobre danos materiais e morte dos envolvidos. Eles oferecem outros serviços como chaveiro, reboque, troca de pneus e outros. Funcionam de forma bem diferenciada do DPVAT BA.

Todos devem pagar o DPVAT

A proposta do DVAT é cobrir o básico dos gastos médicos para quem não possui condições de fazer isso. Por este motivo é obrigatório pagar o DPVAT todos os anos.

Como um boleto extra fariam muitos contribuintes ignorarem o pagamento (como acontece com os Bombeiros) o pagamento do seguro obrigatório é atrelado ao IPVA. Quando o boleto do Imposto sobre Propriedade Veicular é enviado para o contribuinte quitar ele também paga a taxa referente ao seguro.

É com a verba do seguro que se consegue ajudar muitas vítimas de acidente de trânsito. Muitos dos envolvidos se que estavam em veículos, caso comum de atropelamento. Em uma boa parte dos casos a verba é de grande ajuda para os familiares e cobrir gastos médicos para contornar lesões das vítimas.

Acidentes cobertos pelo DVPAT

O seguro do DPVAT é hoje de responsabilidade da Seguradora Líder. A sua criação consiste no foco de amparar as vítimas de trânsito sem condições de arcar com seus custos médicos pós acidente. Também ampara quem sofreu perdas permanentes como lesões e amputação.

O mais importante a saber é quem pode receber amparo do DPVAT: motorista, passageiros e pedestres. Qualquer um envolvido diretamente no acidente e com algum dano à saúde (temporário ou permanente) possui direto de receber o amparo financeiro.

Os valores pagos vão de R$ 1.250 a R$ 13.500, valor máximo referente a perda de um membro parcial ou total, incapacidade de locomoção ou em caso de falecimento. Quando a vítima chega a falecer os parentes diretos podem requerer o valor.

Se não há danos à saúde o seguro não é pago. Perdas materiais não são cobertas pelo DPVAT.

Uncategorized

Facilidades ao fazer a impressão do carnê MEI

Publicado em

Imprimir o carnê do Mei é uma solução para o empreendedor que tem pouco tempo para se dirigir pessoalmente ao órgão, por ser o dono do seu próprio negócio precisa estar o mais presente possível e por ser uma ação online.

Confira também como emitir a Ligth 2ª Via.

O Simples é uma excelente iniciativa do Governo que gera ótima oportunidade para o empresário de todo país levando-o a pagar os tributos de maneira simplificada com muita praticidade e de fácil entendimento sobre as contas a pagar de recolhimento dos impostos muito mais abrangentes.

Para fazer parte da modalidade do Simples como um microempreendedor é necessário que seja uma pequena empresa ou um negócio individual e atender as exigências da Legislação para se cadastrar no regime.

Ao fazer o cadastro é importante consultar a Receita Federal para conhecer o teto de renda anual e segmento das empresas aceitas. Também é bom para empresas que trabalham com exportação.

Para imprimir o carnê diretamente no portal do Simples Nacional, selecione emitir boleto ou 2ª via, digite o CNPJ, clique em continuar e aguarde o sistema gerar o documento, depois é só imprimir para pagar.

Para que o empresário possa gerar o DAS, siga as instruções acima no seguinte site http://www8.receita.fazenda.gov.br/simplesnacional/aplicacoes/atspo/pgmei.app/

Esteja atento aos caracteres que ficam ao lado do quadro, logo abaixo do campo onde deve inserir o CNPJ e copiá-lo, essa medida é para confirmar que o preenchimento não por meio automático, mas sim para saber que é uma pessoa. O sistema dota essa funcionalidade de segurança para evitar duplicações.

Informações adicionais

A impressão do carnê pode ser realizada 24 horas os sete dias da semana incluindo feriados.

Serviços de cálculo de declaração, notícias, esclarecimento de dúvidas sobre o MEI também pode ser consultadas no portal para o microempreendedor ficar por dentro das novidades.

Uncategorized

Bolsas com até 70% de desconto na mensalidade

Publicado em

Quer ganhar bolsas com até 70% de desconto na mensalidade? O Educa Mais Brasil 2021 é um dos programas que mais ajudam os estudantes que querem se formar. Você encontra bolsas no Educa Mais Brasil 2021 para praticamente todos os níveis de formação.

Infelizmente, o ensino público no país ainda não é um dos melhores. Por isso, muitos alunos ou responsáveis optam pelas instituições de ensino particulares.

Acontece que a maioria dessas instituições privadas cobra mensalidades absurdas e muitas vezes fica impossível fazer o pagamento integral desses valores. O programa Educa Mais Brasil surgiu para ajudar os estudantes, oferecendo desconto nessas mensalidades.

✓ Faça a sua inscrição no Vestibulinho ETEC 2021!

São diversas instituições de ensino que são parceiras do programa e oferecem mensalidades com descontos que chegam a 70%.

Quais modalidades do Educa Mais Brasil 2021 oferecem bolsas?

O programa Educa Mais Brasil 2021 oferece bolsas com descontos nas mensalidades em praticamente todas as modalidades de formação.

Assim que você visita o site oficial do programa, já é possível encontrar todas as modalidades oferecidas.

Veja:

  • Educação básica;
  • EJA – Educação para Jovens e Adultos;
  • Curso técnico;
  • Curso profissionalizante;
  • Curso preparatório para concurso;
  • Curso pré-vestibular / ENEM;
  • Curso de idiomas;
  • Curso de graduação;
  • Curso de pós-graduação.

Instituições parceiras do Educa Mais Brasil 2021

Você pode conferir todas as instituições parceiras do Educa Mais Brasil 2021 visitando esse site.

✓ Faça AGORA a inscrição na FAETEC 2021!

Como são muitas opções de instituições e a cada ano esse número aumenta cada vez mais, listamos a seguir apenas alguns exemplos de instituições em algumas modalidades para você conhecer. Confira:

Educação básica

  • Arts Dei Criative;
  • Ateliê Garoupas;
  • Berçário Espaço Aconchego;
  • Borboleta Amarelinha.

Ensino Técnico

  • Colégio UNICID;
  • Colégio Reflexão;
  • Instituto HQ;
  • Grupo Educacional HOTEC.

Ensino Superior

  • UNIP;
  • Estácio;
  • Universidade Cruzeiro do Sul.

Todas essas instituições de ensino se encontram em São Paulo. Para saber todas que existem e são parceiras do programa, é necessário visitar o site oficial.

Bolsas oferecidas pelo Educa Mais Brasil

Como você observou, o Educa Mais Brasil 2021 oferece bolsas de estudos para todas as modalidades de formação, por isso, fica inviável listar todos os cursos disponíveis.

✓ Como se inscrever nas bolsas de estudos dos cursos SENAI!

Já pensou em fazer um curso técnico pagando uma mensalidade que caiba no seu bolso? Como exemplo, destacamos a seguir alguns cursos de nível técnico profissionalizante em São Paulo que oferecem desconto nas mensalidades. Confira:

Grupo Educacional HOTEC

  • Cozinha: Bolsa de 50%;
  • Estética: Bolsa de 50%;
  • Hospedagem: Bolsa de 50%;
  • Nutrição e Dietética: Bolsa de 50%.
  • Colégio Fênix
  • Administração: Bolsa de 50%;
  • Contabilidade: Bolsa de 50%;
  • Enfermagem: Bolsa de 50%;
  • Radiologia: Bolsa de 50%.

Inscrições no Educa Mais Brasil 2021

As inscrições no Educa Mais Brasil 2021 ocorrem de maneira totalmente online. Siga as informações abaixo e escolha o seu curso:

  • Acesse esse site;
  • Na tela que abrir do lado esquerdo, escolha a modalidade que deseja estudar;
  • Informe as suas opções de busca;
  • Escolha o curso desejado e clique em “Quero esta bolsa”;
  • Leia atentamente as informações do curso e, para finalizar, clique novamente em “Quero esta bolsa”;
  • Preencha seus dados e clique em “Confirmar”;
  • Siga as demais instruções.

Aditamento do Educa Mais Brasil 2021

Todos os alunos que conseguem uma bolsa no Educa Mais Brasil precisam fazer, a cada 6 meses, a renovação da sua bolsa. Essa renovação também é chamada de aditamento.

Para fazer isso, é necessário acessar o Portal do Aluno, navegar até “Financeiro” e verificar a taxa administrativa de aditamento. A mesma deve ser paga na instituição onde você estuda.

Não realizar o aditamento pode causar a perda da bolsa, portanto, não se esqueça de fazer isso a cada 6 meses.

Uncategorized

No Rio de Janeiro, Detran que organiza os valores dos impostos

Publicado em

O IPVA 2021 RJ será pago em breve, por enquanto o Detran e a SEFAZ estão organizando as datas, prazos e os valores a serem pagos. Um imposto muito importante e que incide sobre quase todos os veículos, exceto aquele isentos pela idade, ou devido à baixa cilindrada. No IPVA 2021 RJ teremos novas datas, prazos e valores, portanto, acompanhe as informações.

Em suma, quase todos são obrigados a pagar o IPVA, assim como o Licenciamento 2021, exceto os casos citados anteriormente. Um imposto que tem todos os anos, e cada contribuinte paga um valor referente ao veículo que ele possui.

IPVA 2021 RJ

Ainda não temos definido as datas de pagamento para esse imposto, mas dentro em breve os órgãos já devem soltar essas informações. Quem mantêm em dia o pagamento do IPVA acaba evitando problemas futuros, logo é muito importante.

IPVA 2021 RJ inicia-se no primeiro semestre do ano, e as datas quem define é o Detran, para estabelecer os prazos é usado como referência o final da placa do veículo. Quem já está habituado a pagar sabe como funciona.

Além do IPVA, você proprietário de veículo precisa arcar com outros impostos, como Licenciamento 2021 RJ e DPVAT Rio de Janeiro, o qual é um seguro obrigatório que indeniza vítimas de acidentes em caso de óbito, invalidez e despesas médicas.

Tabela do IPVA RJ

A tabela do IPVA 2021 RJ ainda não foi disponibilizada, mas assim que isso ocorrer a mesma será atualizada. Por enquanto, deixamos abaixo a tabela que faz referência ao ano anterior para que você possa consultar Seguro DPVAT, veja como foi dividido as datas de acordo com o final da placa do veículo.

As novas datas para pagamento não são iguais às que você vê acima, por isso que é de suma importância que você aguarde a nova tabela, por que nela vai constar os dados dos quais você precisa saber.

Pagamento do IPVA RJ

De uns anos para cá o processo de pagamento do IPVA RJ passou por mudanças, assim como ocorreu em todos os demais estados do Brasil. Ocorre que agora o pagamento pode ser feito de forma parcelada.

Saiba também como realizar o pagamento do DPVAT 2021.

Formas de pagamento do IPVA

Essas são as formas de pagamento que estão disponíveis:

  • pagamento parcelado em até 3x, sendo igual o valor de cada parcela;
  • pagamento em cota única: é oferecido um desconto para quem opta por essa opção.

Escolha a opção que se encaixe melhor no seu orçamento mensal.